Canção das Fadas

Eduard Mörike

 

À noite, na aldeia o vigia gritou “Elfo!” 
Um elfo muito pequeno estava a dormir no bosque – lá por volta das onze.
O pequeno achou que o rouxinol
devia tê-lo chamado, do vale, pelo nome,
ou talvez um Silpelit quem fizera isso.

Então, o elfo esfregou os olhos,
saiu de sua casa caracol,
como um homem embriagado,
sua sesta não fora terminada;
e cambaleava meio tonto, tip tap,
através da aveleira para o vale,
deslizou até a parede;
lá está o pirilampo, luz sobre luz.

“Que são aquelas janelas brilhantes?
Deve haver um casamento lá dentro;
os pequenos estão sentados no meio da festa,
e a brincar no salão de baile.
Então eu vou dar uma espiada dentro! “
Vergonha! ele bate a cabeça em pedra dura!
Bem, elfo, tinha o suficiente, não é?
Cuco! Cuco!

Para quem quiser ouvir a música no original alemão ^^:

Anúncios
Post anterior
Post seguinte
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: